sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Nozes

A colheita de nozes de nozes.
Quando chegaram as primeiras chuvas, também trouxeram o vento que deitou muitas nozes ao chão. A chuva caiu durante cerca de uma semana, e foi durante essa semana que as nozes foram se amontoando no chão. Quando chegou o fim-de-semana, foi aproveitar para as apanhar. Tive que as lavar em várias águas porque estavam todas sujas, cheias de terra. Entretanto na semana seguinte esteve sol, e ainda bem, porque deu para as secar. Estão prontas para se guardarem em local seco mas que circule aragem.
Tem duas qualidades de nozes, umas mais pequenas e arredondadas e outras maiores, mais bicudas e mais alongadas. São provenientes de duas nogueiras diferentes.
Vão ser consumidas durante o outono e inverno, vão servir para a mesa de Natal e Ano Novo. E de vez em quando à noite, com mais tempo e calma, gosto de partir meia dúzia delas, e comer acompanhadas com um copo de vinho do Porto. Por vezes, também parto um figo seco a meio e coloco meia noz lá dentro, é comer e pedir mais.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário