domingo, 23 de julho de 2017

sábado, 22 de julho de 2017

Anoneira

A anoneira que semeia de semente, está grande e frondosa mas nunca deu frutos. Tenho passado por alguns locais no grande Porto onde observo estas árvores grandes e carregadas de frutos. Espero um dia vir a ter assim. Não faço ideia quantos anos leva para dar a primeira vez fruta, mas tendo em conta o peso dos mesmos, deve demorar alguns anos porque os caules devem ter que engrossar para aguentar com o peso das anonas.



sexta-feira, 21 de julho de 2017

Abóboras

Este ano não vou ter muitas abóboras, pegou-lhe um fungo e como não deitei nada a produção diminui. Aproveitei a rede que circunda o galinheiro para servir de apoio às cururbitáceas.  Até pelo telhado do abrigo da lenha elas vão. Algumas se calhar vão precisar de apoio, brevemente devo colocar uma tábua por baixo delas pregada num pau que espeto na terra para lhes servir de suporte...não vá partir o pedúnculo que liga o fruto à planta.








quinta-feira, 20 de julho de 2017

Amoras

As amoras pretas estão carregadas de cachos e já se colhem as madurinhas. Esta é a segunda apanha, pois já deu este ano uma rodada delas no cedo.






quarta-feira, 19 de julho de 2017

Os patinhos estão a nascer

A patinha já tem filhotes. Esta manha quando fui dar de comer aos animais, deparei-me com estes pequenotes acabados de nascer.







 

terça-feira, 4 de julho de 2017

Begóneas

No fim de semana passado passei por um horto e comprei algumas begónias de cair para plantar em vasos suspensos. São para colocar num local onde começa o pomar junto à casa da eira. Este local é fresco, húmido e sombrio, características que as begónias gostam.




Esta begónia não pertence ao grupo de cima, já cá estava, mas também vai para o novo local das begónias.